Sábado, 28 de Novembro de 2020
(67) 99242-5959
Política ARTIGOS

CONJECTURAS 14.11.2020

Coluna política com o jornalista Carlos Monfort

14/11/2020 06h00
Por: Zadir de Souza Fonte: Carlos Monfort
Jornalista Carlos Monfort
Jornalista Carlos Monfort

REGRAS PARA VOTAR

= As eleições 2020 serão diferentes por conta da pandemia do novo coronavírus. Para garantir a segurança de eleitores e mesários, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) alterou algumas regras de votação, estendendo o horário para a participação no pleito e estabelecendo normas sanitárias. Eleitores sem máscara, por exemplo, não poderão entrar nas seções eleitorais. A votação será realizada entre as 7h e as 17h do dia 15 de novembro.

O horário das 7h às 10h é preferencial, mas não exclusivo, para quem tem 60 anos ou mais. Idosos que precisarem de auxílio podem comparecer às seções eleitorais com um acompanhante.

AUSÊNCIA DOMÍCILIO

= Os eleitores que estiverem fora de seu domicílio eleitoral poderão justificar o voto pelo aplicativo e-Título durante o primeiro turno, ou seja, das 7h às 17h deste domingo. A função utiliza o GPS do celular para identificar se o eleitor está distante dos limites geográficos de sua zona eleitoral.

Também será possível justificar a ausência pelo aplicativo em caso de doença ou de impossibilidade de comparecimento, o que deve ser feito em até 60 dias após o pleito. Para isso, basta acessar a seção "Mais opções" e, em seguida, tocar sobre "Justificativa de ausência", e anexar uma documentação que comprove a necessidade de ausência.

Para quem está no exterior, além da justificativa através do serviço de geolocalização, também é possível justificar o voto após o pleito pelo aplicativo ou em até 30 dias após retornar ao Brasil.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

= Para votar, o eleitor precisa levar um documento oficial com foto. São considerados documentos válidos a carteira de identidade, o passaporte, a carteira nacional de habilitação, a carteira de trabalho, o certificado de reservista e a carteira de categoria profissional reconhecida por lei.

O título de eleitor não é obrigatório, mas é importante porque indica a zona e a seção eleitoral do cidadão.

Em 2020, os eleitores que têm biometria cadastrada poderão votar utilizando somente o título de eleitor digital, disponível no aplicativo e-Título, da Justiça Eleitoral. Quem não tiver foto no título digital precisa levar outro documento de identificação para conseguir votar."

SEGURANÇA SANITÁRIA

= A orientação da Justiça Eleitoral é para que todos os eleitores já saiam de casa usando máscara e que, se possível, não levem crianças ou acompanhantes. Para se proteger ainda mais, o eleitor pode levar a sua própria caneta para assinar o comprovante de votação.

O eleitor também deve respeitar a distância mínima de um metro em relação às outras pessoas, e evitar contato físico. Outra orientação é para que seja realizada a higienização das mãos antes e depois da votação, com o uso de álcool gel. O álcool não será utilizado na própria urna porque pode danificar o equipamento.

O cidadão deve permanecer no local de votação somente pelo período necessário para votar.

SEM STRESS

= Tem gente nervoso (a) com as citações da coluna em relação a serviços públicos.

Calma gente! Serviço público tem que funcionar. A contento!! 

Nem começamos a apontar e cobrar nada ainda.........

Carlos Monfort

Jornalista – DRT MS 144

[email protected]

whatsapp – 9.9104.2950

 

Ele1 - Criar site de notícias