Domingo, 20 de Junho de 2021
(67) 99242-5959
Política R$ 40 MILHÕES

Prefeito agradece apoio dos vereadores na viabilização de R$ 40 milhões para obras em Ponta Porã

Agradecimento ao apoio dos 17 parlamentares para a aprovação de recursos no montante de R$ 40 milhões

08/06/2021 19h48
Por: Zadir de Souza Fonte: Assessoria de Imprensa
Prefeito Hélio Peluffo participou da sessão da Câmara Municipal e agradeceu apoio dos parlamentares na aprovação de projetos que viabilizam recursos para novas obras em Ponta Porã (Foto: Lécio Aguilera)
Prefeito Hélio Peluffo participou da sessão da Câmara Municipal e agradeceu apoio dos parlamentares na aprovação de projetos que viabilizam recursos para novas obras em Ponta Porã (Foto: Lécio Aguilera)

Os vereadores de Ponta Porã receberam, na manhã desta terça-feira, 08 de junho, a visita do prefeito Hélio Peluffo Filho. O chefe do Poder Executivo participou da sessão ordinaria da Câmara Municipal, expondo na Tribuna, um agradecimento ao apoio dos 17 parlamentares para a aprovação de recursos no montante de R$ 40 milhões que serão investidos em obras de infraestrutura.

O prefeito disse que R$ 24 milhões são referentes ao Finisa, um programa que repassa recursos por meio de financiamento para investimentos em obras. Para assegurar o dinheiro, a Prefeitura precisou do apoio da Câmara Municipal que aprovou a negociação com o agente financeiro que repassa os recursos. Os demais R$ 16 milhões são referentes a uma emenda coletiva que contemplará o Município de Ponta Porã também para investimentos em obras: "quero aqui, agradecer ao apoio de cada um dos vereadores e cada uma das vereadoras desta Casa. Estes recursos serão investidos a partir deste ano e quero discutir os projetos das obras com os vereadores. Vamos discutir onde aplicar este dinheiro", afirmou o prefeito.

Em sua fala, Hélio Peluffo pediu também o apoio dos parlamentares para divugar as medidas necessárias para conter o avanço da Covid-19 no município. Na Tribuna, o prefeito disse que o município vive o pior momento d a pandemia. "Somente de quinta-feira a domingo, tivemos 16 mortes. Temos 40 UTI's no Hospital Regional. Todas estão ocupadas. Nesta quarta-feira saberemos a classificação de Ponta Porã, feita pela Secretaria Estadual de Saúde. Poderemos entrar na bandeira cinza, que vai exigir ainda mais restrições. Sou contra lockdown, mas teremos que decretar mais restrições se a situação piorar", afirmou.

Os vereadores apoiaram a fala do prefeito e conclamaram à população para aderir às medidas impostas pelo decreto municipal que restringe uma série de atividades até o domingo próximo. O presidente da Casa de Leis, Rafael Modesto, informou que, desde o começo da pandemia, o Poder Legislativo Municipal está empenhado em apoiar a adoção de medidas sanitárias visando proteger a população. "Estamos acompanhando com preocupação este quadro que é terrível nas unidades de saúde por conta do aumento dos casos de Covid-19. Na nossa Casa adotamos medidas de proteção aos nossos servidores, colegas e ao público que nos procura. Também estamos engajados junto à comunidade, repassando as orientações das autoridades sanitárias e, incentivando a vacinação da população. Conforme o prefeito disse, esperamos que até o final do ano toda a população pontaporanense tenha recebido pelo menos uma dose da vacina", afirmou Rafael.

PROJETOS

A 17ª sessão ordinária promovida pela Câmara Municipal de Ponta Porã, também foi marcada pela votação de um projeto de lei encaminhado pelo Poder Executivo que suspende até 30 de janeiro de 2022 a eficácia e validade da Lei Municipal que dispõe sobre o Serviço de Inspeção Municipal dos produtos de origem animal - SIM. A Prefeitura alega que está reestruturando o órgão responsável pela fiscalização e controle previstos pelo SIM com a contratação de mais profissionais especializados. O projeto foi aprovado em regime de urgência.

Os parlamentares também votaram favoravelmente o requerimento para marcar a audiência pública para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias Anual 2021/2022, de autoria da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização.

 

Ele1 - Criar site de notícias