Quinta, 19 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Ponta Porã - MS

Geral MARKETING DIGITAL

A qualidade x quantidade no mercado digital

No marketing digital a compra de seguidores e curtidas pode ser prejudicial nos resultados

21/01/2022 às 10h52
Por: Zadir de Souza Fonte: Wagner Júnior
Compartilhe:
A qualidade x quantidade no mercado digital

Diante de uma sociedade líquida composta pela cultura do efêmero e cada vez mais presente nas redes sociais com a constante necessidade de se expor, o crescimento dos chamados “Criadores de conteúdo digital” e “Influenciadores digitais” é cada vez mais comum, se tornando até mesmo uma profissão séria e que pode gerar lucros para quem saber explorar o mundo tecnológico e sua constante evolução. Contudo, no meio disso, há quem cometa erros muito comuns e que afetam negativamente os resultados tanto para si mesmo, quanto para o seu cliente.

Recentemente o algoritmo do Instagram, começou a banir alguns perfis de sua plataforma que utilizam os chamados “Bots”, isto é, sistemas de automatização (robôs), que geram curtidas e aumentam o número de seguidores. O serviço é facilmente encontrado em pesquisas e anúncios do Google e até mesmo dentro da própria rede social..., mas afinal, o que dizem os especialistas sobre os famosos perfis que variam de 10 a 100 mil seguidores, mas que ao publicar uma postagem não passam de no máximo 20 curtidas e não conseguem obter resultados positivos nas visualizações do history?

Acompanhando as tendências do mercado digital, nota-se que as mídias sociais estão cada vez mais presentes na vida do ser humano e que o ditado de “Quem não é visto, não é lembrado!”, nunca fez tanto sentido. Afinal, uma simples postagem em uma rede social que chame a atenção do público alvo, é algo primordial nos dias de hoje, principalmente com conteúdos autorais, algo muito difícil de encontrar em muitos portais e páginas que se apropriam de conteúdos alheios e esquecem de colocar até mesmo a fonte.

A resposta é muito simples... criado por agências que lucram em cima disso, a compra de seguidores e curtidas não passam de perfis falsos que não  interagem com o conteúdo, ou seja, um perfil de uma pessoa que não existe e que está ali apenas para preencher números e elevar o ego de quem adota tal medida. Logo, o algoritmo do Instagram, ao captar as chamadas “contas fantasmas”, identifica como spam e diminui o alcance das publicações e historys, não trazendo retorno ao contratante.

 

Ele1 - Criar site de notícias