Natuzzi descontos de até 50%
Refis Agosto 2019
XXII MARCHA

Reunião do Conselho Político da CNM discute pauta da XXII Marcha a Brasília

Pedro Caravina, participa nesta terça-feira (12), de reunião do Conselho Político da CNM

11/02/2019 15h18
Por: Zadir de Souza
Fonte: Willams Araújo
O presidente da Assomasul,Pedro Caravina (Foto: Edson Ribeiro)
O presidente da Assomasul,Pedro Caravina (Foto: Edson Ribeiro)

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, participa nesta terça-feira (12), de reunião do Conselho Político da CNM (Confederação Nacional de Municípios), em Brasília.

A convocação da reunião foi feita pelo presidente da CNM, Glademir Aroldi.

O conselho é composto por dirigentes de associações municipalistas de todos os estados.

Caravina vai a Brasília acompanhado do diretor-geral da Assomasul, ex-prefeito de Ribas do Rio Pardo, José Domingues Ramos, o Zé Cabelo.

De acordo com a pauta do encontro, serão discutidos, entre outros assuntos, temas como planejamento das ações da entidade municipalista para o 1º semestre, XXII Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios e encontro com os novos parlamentares.

Ao convocar os dirigentes regionais, Aroldi reforçou o apoio das entidades  para que mobilizem os parlamentares que representam os estados no Congresso Nacional a participarem de café da manhã, a ser oferecido pela CNM na quarta-feira (13).

MARCHA

Organizada pela CNM, a XXII Marcha a Brasília irá defender entre os dias 8 a 11 de abril, a aprovação de várias matérias de interesse das prefeituras.

Entre as pautas principais constam a liminar do STF (Supremo Tribunal Federal) que derrubou a proposta que beneficia os municípios com a cobrança do ISS (Imposto sobre Serviço) no local onde são realizadas as transações com cartão de crédito, os royalties do petróleo e o aumento de 1% no repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários