Prefeitura Municipal de PP_IPTU 2019 dia 30-04
ESTADUAL
Julgamento pode revirar confrontos das quartas de final
Aquidauanense foi denunciado por escalação irregular
19/03/2019 18h46
Por: Zadir de Souza
Fonte: Assessoria de Imprensa
Aquidauanense foi denunciado por escalação irregular em jogo contra o Operário de Dourados - Foto: Franz Mendes / Divulgação
Aquidauanense foi denunciado por escalação irregular em jogo contra o Operário de Dourados - Foto: Franz Mendes / Divulgação

O Tribunal de Justiça Desportiva da Federação de Futebol do Estado (TJD/FFMS) se reúne nesta quarta-feira (20) para sessão de instrução e julgamento que pode revirar os duelos das quartas de final do Campeonato Estadual.

O principal processo na pauta envolve a suposta escalação irregular do atleta Alex Faria Trancoso, do Aquidauanense, na vitória por 3 a 2 sobre o Operário de Dourados, pela primeira rodada do torneio.

O jogador foi a campo aos 22 minutos do segundo tempo, após substituição, mas sua inscrição não teria sido publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até o último dia útil que antecedeu a partida. Assim, não poderia jogar.

O Aquidauanense foi denunciado incurso no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva - “Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”.

A pena prevista consiste na perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória (três pontos), independentemente do resultado da partida, e multa de R$ 100 a R$ 100 mil. O Código também prevê que pontos obtidos pelo Aquidauanense com o triunfo também sejam anulados. Caso seja punido, o Azulão perderia 6 pontos e cairia da sexta para a oitava colocação do Estadual.

O regulamento do campeonato prevê que os cruzamentos nas quartas de final sejam entre primeiro e oitavo colocados da primeira fase; segundo e sétimo; terceiro e sexto; e quarto e quinto.

Se penalizado, em vez de enfrentar o Sete de Dourados (3º) nas quartas, o Aquidauanense encontraria o Operário (1º). O Costa Rica subiria para o sexto lugar e jogaria com o Sete, enquanto a Serc chegaria ao sétimo lugar e encontraria o Águia Negra (2º). O único confronto que não seria modificado é o de Comercial (4º) e Corumbaense (5º).

O julgamento do “caso Alex Faria” estava marcado para quinta-feira (14), mas foi adiado devido à falta de um procurador.

A sessão desta quarta-feira seria realizada na sede da FFMS, mas foi transferido para o plenário da Câmara Municipal de Campo Grande, às 18h30min.

Veja como estão as quartas de final sem punição ao Aquidauanense:

Operário x Serc
Águia Negra x Costa Rica
Sete x Aquidauanense
Comercial x Corumbaense

Confira como ficariam os confrontos com punição ao Azulão:

Operário x Aquidauanense
Águia Negra x Serc
Sete x Costa Rica
Comercial x Corumbaense

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários