Carreta no Kamel Saad
LOMBADA

Anny Espínola pede asfalto no Jardim Botânico e lombada eletrônica em frente ao cinema

Construção de um redutor de velocidade tipo lombada eletrônica, nos dois lados da via da Rua Marechal Floriano

08/05/2019 15h07
Por: Zadir de Souza
Fonte: Assessoria de Imprensa
Vereadora Anny Espínola
Vereadora Anny Espínola

A vereadora Anny Espínola quer serviços que proporcionem melhor trafegabilidade e segurança para a população de Ponta Porã. Para isso encaminhou duas indicações durante a sessão ordinária desta terça-feira, 07 de maio, ao prefeito, Hélio Peluffo Filho, com cópia ao secretário municipal de Obras e Urbanismo, André Manosso.

Anny Espínola solicitou a construção de um redutor de velocidade tipo lombada eletrônica, nos dois lados da via da Rua Marechal Floriano, em frente ao Circuito Cinemas de Ponta Porã. “Com a inauguração do cinema aumentará o fluxo de veículos e pedestres naquele trecho. Portanto para evitar acidentes entre outros transtornos é necessário que a instalação da lombada para que os motoristas e motociclistas transitem em baixa velocidade”, explicou.

Asfalto

Durante a sessão ordinária, a vereadora Anny Espínola também solicitou a pavimentação asfáltica na Rua Paulo Afonso, em especial, no trecho em frente ao Ceinf Mário Ocaris da Rosa, no bairro Jardim Botânico.

Para a parlamentar, a falta de asfalto nessa região causa sérias complicações no tráfego e dificulta o acesso da população até ao Ceinf. “Os problemas acontecem em dias de chuva, por causa do barro e nos dias de sol, pois a poeira afeta a saúde das crianças que moram na região e também das que frequentam o Ceinf Mario Ocari da Rosa. A poeira causa sérios problemas respiratórios, como asma, bronquite, entre outras doenças”, relatou.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários