Equimape-2 18-06-2019
Refis 2019
PIPOCA ESTOUROU

PF apreende 7 toneladas de maconha em carga de milho

Entorpecente estava escondido em carga de milho

11/07/2019 11h42Atualizado há 6 dias
Por: Zadir de Souza
Fonte: Correiodoestado
Carga estava escondida em carregamento de milho - Foto: Reprodução/PF
Carga estava escondida em carregamento de milho - Foto: Reprodução/PF

A Polícia Federal (PF) apreendeu mais de 7 toneladas de maconha escondidas em um carregamento de milho na região do município de Indápolis, distrito de Dourados na manhã de ontem (10). O motorista do caminhão, de 33 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Os policiais federais estavam em patrulhamento na região, ainda pela manhã, quando abordaram o caminhão, com placas de Sonora, na rodovia entre Indápolis e Deodápolis. 

Durante entrevista, o motorista ficou bastante nervoso e começou a dar contradição nas informações repassadas aos policiais. Diante disso, os agentes iniciaram os procedimentos de busca no veículo e encontraram diversos fardos do entorpecente.

O motorista em depoimento disse que recebeu o caminhão em um posto de combustível em Dourados tinha como destino o Guarujá, no Estado de São Paulo. Ele disse que iria deixar o caminhão em um outro posto que seria informado por telefone. 

Ele foi conduzido para a Delegacia da Polícia Federal em Dourados junto com a droga e o caminhão.

OPERAÇÃO NO PARAGUAI

Durante operação de dez dias no Paraguai, País vizinho que faz fronteira com o Mato Grosso do Sul, policiais apreenderam 16 toneladas de maconha em ação que desarticulou 62 acampamentos clandestinos. Agentes encontraram 15,9 toneladas de maconha picada e 776 quilos já prensados da droga. A Operação Soberania durou cerca de dez dias e a Secretaria Nacional Antidroga do Paraguai (Senad) estima que foram tirados de circulação R$ 21,8 milhões. As informações são do site Estadão.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários