PetDog e Equimape
Fronteira do Futuro 16-12-2019
SEGURANÇA

Prefeito de Ponta Porã pede reforço na segurança na fronteira

Diante da fuga de presos em Pedro Juan, prefeito pede que Governo Federal redobre efetivo das forças policiais

21/01/2020 06h18Atualizado há 1 mês
Por: Zadir de Souza
Fonte: Coordenadoria de Imprensa
91
Ponta Porã e região está sob forte vigilância após fuga de presos no lado paraguaio
Ponta Porã e região está sob forte vigilância após fuga de presos no lado paraguaio

Em entrevista concedida à revista Veja e Rádio Nacional de Brasília, o prefeito de Ponta PorãHélio Peluffo Filho reforçou o pedido de reforço na segurança em toda a faixa fronteiriça, enfatizando que o Governo Federal precisa urgentemente avaliar com os países vizinhos a adoção de uma política austera e eficaz no combate aos crimes transfronteiriços.

O prefeito Hélio Peluffo informou que em relação a fuga de presos em Pedro Juan, registrada domingo (19), o Governo do Estado imediatamente enviou reforço policial a Ponta Porã e região. Em entrevista a revista Veja no domingo, o prefeito falou sobre a facilidade que é cruzar de um país para o outro. “Não temos obstáculos naturais, nem físicos, nem nada. São mais de 800 quilômetros de fronteira seca. É uma situação diferente de qualquer lugar”, afirmou.

Já à Rádio Nacional, na manhã desta segunda-feira (20), em rede nacional, o prefeito Hélio Peluffo afirmou que o Brasil precisa debater com os países vizinhos a aplicação de formas eficazes de combate à criminalidade em toda a faixa fronteira. “Nós aqui ainda não temos assim tantos problemas com segurança pública”, afirmou o prefeito.

No domingo, 75 detentos, entre eles lideranças do Primeiro Comando da Capital (PCC), fugiram da penitenciária de Pedro Juan Caballero, cidade fronteiriça com Ponta Porã. O governo paraguaio apura se os fugitivos escaparam por um túnel que foi encontrado no presídio ou se agiram com a cumplicidade dos agentes penitenciários.

De acordo com o prefeito de Ponta Porã, o governo estadual, a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Federal se mobilizaram para reforçar as vias da região. “Todas as forças do estado estão deslocadas para cá. A providência foi no sentido de fazer barreiras nas divisas, nos municípios e do estado”, disse Hélio Peluffo.

Ele contou ainda que o secretário municipal de segurança, Marcelino Nunes, foi ao Paraguai neste domingo para acompanhar os desdobramentos da fuga dos presos.“Estamos atentos e acompanhando todos os desdobramentos”, atestou o prefeito Hélio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.