Sexta, 30 de Outubro de 2020
(67) 99242-5959
Saúde MISSÃO COVID-19

Ponta Porã recebe representantes da Opas para troca de experiências

Especialistas na área médica e consultores, que acompanhados da equipe da Secretaria Municipal de Saúde trocaram relevantes experiências

14/10/2020 15h04 Atualizada há 2 semanas
Por: Zadir de Souza Fonte: Assessoria de Imprensa
Secretário Municipal de Saúde Patrick Derzi apresenta as ações no combate a COVID 19 para Comitiva Opas durante reunião no Centro de Convenções
Secretário Municipal de Saúde Patrick Derzi apresenta as ações no combate a COVID 19 para Comitiva Opas durante reunião no Centro de Convenções

Ponta Porã recebeu nos dias 13 e 14 de outubro, representantes da Organização Pan-Americana de Saúde, a mais antiga agência internacional de saúde do mundo, formada por especialistas na área médica e consultores, que acompanhados da equipe da Secretaria Municipal de Saúde trocaram relevantes experiências no combate a Pandemia do novo coronavírus da COVID-19.

A comitiva da Operação denominada Missão COVID-19 composta porprofissionais  de diferentes órgãos, estados e especialidades foi recebida pelo secretário municipal de Saúde, Dr Patrick Derzi que destacou a importância histórica da Opas e a relevante visita que contribui de forma significativa na troca de experiências em favor de ações efetivas para o combate a Covid-19 nos diferentes setores de atuação.

“A Opas é um órgão internacional com anos de experiênciae atuação na área de saúde em todo mundo. Ser contemplado com a visita técnica de especialistas é um privilégio para Ponta Porã, que vem realizando um incansável trabalho de bloqueio da doença, mas que busca constantemente novas estratégias para alcançar a população de maneira ampla” destacou Patrick.

Na tarde de terça-feira (13), a equipe da Secretaria Municipal de Saúde composta por diretores e coordenadores da Vigilância de Saúde, Atenção Básica, Vigilância Sanitária, profissionais da área médica e o Diretor do Hospital Regional de Ponta Porã, Demetriusdo Lago Parejase reuniram com a comitiva da Opas no Centro de Convenções Internacional de Ponta Porã onde apresentaram estratégias e experiências na constante luta contra a COVID-19.

Na oportunidade o Professor de Epidemiologia e Consultor da Opas, Wildo Araújo abordou a análise  da OPAS que é dividida em três eixos: 1 Vigilância abrangendo implementação de protocolos, laboratórios, estratégias de testagem, investigação e rastreamento de pessoas possivelmente infectadas; 2)Atenção a Saúde (unidade de atenção primária de urgência e emergência e hospitais de referência e campanha);  e 3) comunicação de risco.

“A Opas realiza a visita a Ponta Porã fronteira com Paraguai, mediante convite do Estado de Mato Grosso do Sul com objetivo de trocar experiências e entender o trabalho implementado no estado e município nas áreas de vigilância, assistência e laboratório, além do tema da comunicação de risco, repassando experiências bem sucedidas em outros estados e municípios que vistamos e também conhecendo as estratégias utilizadas em Ponta Porã” disse Wildo.

Em seguida o secretário municipal de Saúde, Patrick Derzi apresentou as ações desenvolvidas no combate a COVID-19 em Ponta Porã, que passou pela capacitação dos profissionais em saúde, aparelhamento das Unidades de Saúde, aquisição de materiais EPIs, estratégias de informação a população, implantação da barreira sanitária, protocolos sanitários e medidas realizadas em parceria com Governo de Mato Grosso do Sul e instituições da sociedade civil.

“Ponta Porã vem desde março deste ano, realizando ações e medidas que visam atender a população da melhor forma possível e diante de um vírus que apresenta novidades a cada dia, buscar informar, orientar a população em relação as medidas necessárias para evitar o contágio e evitar uma superlotação das nossas UTI’s, responsável pelo atendimento de 11 municípios da região de fronteira, além dos brasileiros que residem no Paraguai” frisou Patrick.

No segundo dia a comitiva visitou as Unidades Básicas de Saúde de Ponta Porã, região central e assentamento Itamarati e Hospital Regional de Ponta Porã para conhecer o funcionamento das unidades de saúde.

Após visitar os serviços de saúde locais, a equipe revisará os achados identificados para produção de relatório final onde serão apontadas as ações efetivas implementadas pelo estado e município no enfrentamento da pandemia e pontos que devem ser ajustados.

Em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul, entre os dias 13 e 16 de outubro, serão visitados também os municípios de Campo Grande e Dourados. Este é o sexto estado do país a receber a comitiva de especialistas da OPAS, que já passou pelos estados de Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Amazonas e Pará.

O grupo de profissionais que compõe a equipe da OPAS tem levado experiências pessoais de onde atuam e aprendido com os locais visitados. A missão tem o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

Em Ponta Porã a comitiva OPAS contou com a presença do Professor de Epidemiologia e Consultor da Opas, Wildo Araújo, Fabiana Barine, Consultara OPAS e Fundação Oswalo Cruz, Dra Ho Yeh Li e Beatriz,  Hospital das Clinicas de São Paulo.  

OPAS

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) é uma organização internacional especializada em saúde. Criada em 1902, é a mais antiga agência internacional de saúde do mundo. A Organização Pan-Americana da Saúde é um organismo internacional de saúde pública com mais de um século de experiência, dedicado a melhorar as condições de saúde dos países das Américas. A integração às Nações Unidas acontece quando a entidade se torna o Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde. A OPAS/OMS também faz parte dos sistemas da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Organização das Nações Unidas (ONU).

Sediada em Washington, nos Estados Unidos, atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde para as Américas e faz parte dos sistemas da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da Organização das Nações Unidas (ONU).

Possui escritórios em 27 países, além de oito centros científicos.

Ele1 - Criar site de notícias